29 de novembro de 2009

AC/DC no brasil - Cumprindo tabela???

Bom, vamos lá...

Nem só de elogios vive um fã de rock...

Produção excelente, som muito bom, iluminação fora de série. Achei apenas que podiam ter tocado um pouco mais de duas horas, dada a quantidade e empolgação da galera presente...

Ou, pelo menos, ao invés do inacabável solo de guitarra do Angus (em torno de 10 minutos), podiam ter usado esse tempo para enfiar mais umas 3 excelentes músicas, o que para eles não é nada difícil. Para nós brasileiros seria excelente, afinal não os vemos por aqui a toda hora. Seria um pouco mais de "atenção" com os fãs, já que poucas vezes ví o Morumbi tão lotado. Teve gente que chegou de madrugada pra entrar na pista e garantir um lugar perto dos caras... tomou chuva, etc, etc...

Mas tudo bem, de qualquer maneira, foi um bom show. Valeu a pena a grana investida. Mas, sinceramente, o show do Rush de 2002 ainda está como meu primeiro da lista. E por vários motivos: Há sete anos atrás (exatamente), os caras mostraram uma qualidade de som bem superior - por mais incrível que possa parecer - tocaram por 3h10, fora os excelentes telões da mesma qualidade do AC/DC (só que há 7 anos atrás!).

Emfim, acho que eles podiam ter colocado essas 3 ou 4 músicas para alongar um pouquinho o show e não vou nem me atrever a dizer quais, já que tem muita coisa boa dos caras.

Abraços a todos e voltem sempre!!!

2 comentários:

Gilson disse...

Vc tem razão... até porque solos individuais só servem pra encher linguiça. São cansativos. A não ser que sejam criativos como o de Neil Peart, como o feito no referido show do Rush

Xexa disse...

Gilson, primeiro, muito obrigado pela presença no blog. O show foi excelente. Só acho que não podemos ficar cegos e achar que tudo é uma maravilha, sendo que às vezes o artista vem e simplesmente "cumpre tabela" ou seja, toca, canta, e tchau... Abração cara e volte sempre!