17 de julho de 2009

Série Ícones do Blues - #2 Jeff Healey

Esse cara dava até pra colocar nas duas categorias, Rock e Blues, mas vou colocar só no Blues, já que tocou bastante esse estilo durante toda sua espetacular carreira.

Nascido Norman Jeffrey Healey, em 25 de março de 1966 em Toronto, no Canadá. Era um músico canadense de Jazz, vocalista de Blues-Rock e guitarrista. Era cego e desenvolveu seu estilo próprio de tocar guitarra, no colo, chamado de “Lap-Top”. Perdeu a vista aos oito anos de idade devido ao Retinoblastoma, uma espécie rara de câncer nos olhos. Aprendeu e desenvolveu sozinho seu estilo combinado com sua maneira de tocar o instrumento. Teve muita popularidade musical e pessoal, particularmente nos anos 80 e 90.

Começo da carreira e sucesso
Healey começou tocar guitarra quando ainda tinha três anos de idade, desenvolvendo seu estilo único de tocar o instrumento no seu colo. Quando tinha 17 anos, formou a banda “Blue Direction”, com 4 integrantes, que, no começo, tocava músicas cover de bandas de bar. Entre outros músicos, estavam o baixista Jeremy Littler, o baterista Graydon Chapman, e um colega de escola, Rob Quail, na segunda guitarra. Tocaram em vários clubes de Toronto, incluindo a “Colonial Tavern”.

Rapidamente foi apresentado a dois músicos, o baixista Joe Rockman e o baterista Tom Stephen, com quem formou um trio, "The Jeff Healey Band". Essa banda apareceu em público pela primeira vez noBirds Nest, localizado em Toronto, no Chicago's Diner, na Queen Street West. Foram comentados na revista de Toronto NOW, e logo estavam tocando praticamente todas as noites em clubes locais, como, por exemplo, a Grossman's Tavern e o famoso clube de Blues Albert's Hall (onde Jeff Healey foi descoberto por ninguém menos que os virtuosos Stevie Ray Vaughan e Albert Collins).

Depois de assinar com a Arista Records em 1988, a banda lançou o álbum See the Light, que tinha o hit "Angel Eyes" e a música "Hideaway", que foi nomeada para o Grammy para Melhor Performance de Rock Instrumental. Enquanto a banda gravava See the Light, eles também filmaram (e gravaram para a trilha sonora) do filme de Patrick Swayze “Road House”. Em 1990, ganharam o Juno Award por “Entertainer of the year” no Canadá. Os álbuns Hell to Pay e Feel This deram a Healey 10 posições nos “Charts” de singles do Canadá entre 1990 e 1994, incluindo um cover dos Beatles, "While My Guitar Gently Weeps" que tinham nada menos que George Harrison e Jeff Lynne nos backing vocals e no violão.

No lançamento do álbum Get Me Some, em 2000, Healey estava um pouco cansado do mundo do rock e começou a se concentrar seus consideráveis talentos numa direção mais próxima do seu coração, o “Hot Jazz”.

Foi então que lançou três CDs de sua verdadeira paixão, o Jazz americano tradicional dos anos 20 e 30. Ele esteve com bandas de Jazz tradicional ao redor de Toronto desde o começo de sua carreira musical. Embora fosse conhecido primeiramente como guitarrista, também tocava trompete em performances ao vivo.

Healey era um colecionador inveterado de LPs e conseguiu fazer uma coleção de bem mais de 30.000 (sim, trinta mil) LPs de 78 rotações. Ele apresentava, de tempos em tempos, um programa de rádio na CBC,chamado My Kind of Jazz, onde ele tocava seus álbuns de sua vasta coleção. Também apresentava um programa semelhante na rádio Jazz de Toronto CJRT-FM, também conhecida como JAZZ FM91.

Também viajava com seu outro grupo, The Jazz Wizards, tocando hot Jazz americano. Quando morreu, estavam planejando uma série de shows no Reino Unido, Alemanha e Holanda, em Abril de 2008.

Durante os anos, Healey viajou e sentou-se ao lado de muitos artistas lendários, como Stevie Ray Vaughan, Buddy Guy, BB King, ZZ Top, Steve Lukather, Eric Clapton e muitos outros. Em 2006,

Healey apareceu no DVD “Gillan’s Inn”, do vocalista do Deep Purple Ian Gillan's. Também descobriu e ajudou a desenvolver as carreiras de outros artistas, incluindo Amanda Marshall e Terra Hazelton.

Doença e morte
Em 11 de janeiro de 2007, Healey foi submetido a uma cirurgia para remoção de metástases nos dois pulmões. Durante os 18 meses anteriores teve dois sarcomas retirados de suas pernas.
Em 2 de março de 2008, morreu de câncer no St. Joseph's Health Centre na sua cidade natal, Toronto. Tinha 41 anos de idade. Sua morte ocorreu um mês antes do lançamento de seu álbum, Mess of Blues, que é o seu primeiro álbum de rock/blues em oito anos.

A memória de Healey se mantém viva através de sua esposa, Cristie, e de suas duas crianças.

Discografia
1986: Adrianna/See the Light (Prensagem Particular)
1988: See the Light
1989: Road House Soundtrack
1990: Hell to Pay
1992: Feel This
1995: Cover to Cover
2000: Get Me Some
2002: Among Friends
2003: Live at Healey's
2004: Adventures in Jazzland
2005: The Jeff Healey Band Live at Montreux 1999
2006: It's Tight Like That
2008: Mess of Blues

Nenhum comentário: