26 de maio de 2008

Counting Crows - Excelente produto dos anos 90!


Um pouco da história da banda

O vocalista Adam Duritz (ex-membro da banda The Himalyans) e o guitarrista Dave Bryson formaram o Counting Crows em San Francisco em 1991. O Counting Crows começou como uma dupla acústica, tocando nas redondezas de Berkeley e San Francisco.

Em 1993 a banda tinha um line-up estável, com Duritz, Bryson, Matt Malley (baixo), Charlie Gillingham (instrumentos com teclas) e Steve Bowman (bateria), e eram constantes na cena musical de “Bay Area”. No mesmo ano, assinaram com a Geffen Records. Em 16 de janeiro de 1993, a banda, ainda relativamente desconhecida, tocou numa cerimônia no Rock & Roll Hall of Fame dedicada a Van Morrison, onde foi apresentada pelo animado Robbie Robertson. Eles são os únicos desconhecidos a terem tocado nessa cerimônia.

Antes de terem assinado com a Geffen, a banda gravou versões demo de várias músicas, conhecidas como “Flying Demos”. Algumas delas são: “Rain King”, “Omaha”, “Anna Begins”, “Einstein on the Beach (For an Eggman)”, “Shallow Days”, “Love and Addiction”, “Mr. Jones”, “Round Here”, “40 Years’, “Margery Dreams of Horses”, “Bulldog”, “Lightning” e “We're Only Love”.

Várias músicas dessa fita demo apareceram no primeiro álbum da banda, August and Everything After; Porém, as versões da fita tinham, muitas vezes, diferentes letras e diferentes arranjos.

Performances ao vivo
O Counting Crows e Adam Duritz em particular, se tornaram conhecidos pela natureza apaixonada e enérgica de suas apresentações ao vivo. Duritz frequentemente extende e reescreve as canções ao vivo, adicionando versos extras, mudando o meio, o fim ou ainda, algumas vezes, encaixando outras músicas da banda no meio da que está sendo tocada. Também costuma usar letras de outros artistas/bandas no meio das músicas, variando de artistas bem conhecidos, como Bruce Springsteen, Van Morrison e George Gershwin até obscuras bandas de “Bay Area”, incluindo material de quando ele trabalhava com humor.

A maioria das músicas já foi alterada em algum ponto ao longo da história da banda, porém, as que mais “sofreram esse tratamento” foram “Round Here”, “Goodnight Elisabeth”, “Rain King” e “A Murder of One”. Esse material é procurado pelos fãs com muito entusiasmo.

A banda já fez covers de artistas muito conhecidos. Rod Stewart, Pure Prairie League, Rolling Stones, Jackson Browne, Grateful Dead, Joni Mitchell, Bruce Springsteen, U2 e Oasis são alguns deles. Também ficaram conhecidos pelas apresentações acústicas, principalmente as que foram gravadas no disco VH1 Storytellers de Across a Wire: Live in New York City. A banda deixou bem claro que não tocaria nenhuma música nesse show se os arranjos não fossem substancialmente modificados. Desde então, eles tocam variações desses arranjos acústicos em vários shows, frequentemente abrindo com eles antes de passar para o “set plugado”.

Eles também são uma das pouquíssimas bandas atuais que encoraja ativamente os fãs a gravarem os shows e distribuirem os “bootlegs”. A banda hospeda uma rede de troca de arquivos para possibilitar que os fãs troquem suas gravações; ninguém pode vender gravações nesse site, apenas cobrar pela mídia virgem e pelo envio e embalagem, apenas “trocando figurinhas”.
Membros atuais:
Adam Duritz (vocals, piano)
David Bryson (guitar)
Dan Vickrey (guitar)
David Immerglück (guitar, mandolin, pedal steel guitar)
Charlie Gillingham (keyboards, accordion)
Jim Bogios (drums)
Millard Powers (bass guitar, upright double bass, piano, vocals)

Ex-membros:
Ben Ulrich (drums) (1990-1992)
Marty Jones (bass guitar) (1990-1992)
Lydia Holly (keyboards) (1990-1992)
Toby Hawkins (drums) (1990-1992)
Steve Bowman (drums) (1992-1994)
Ben Mize (drums) (1994-2002)
Matt Malley (bass guitar) (1992-2005)

O link é para o excelente álbum August And Everything After, na minha opinião, entre os 10 melhores lançados nos anos 90. Ouçam!



5 comentários:

Anônimo disse...

Ótima banda mesmo... pra mim "Round Here" é a melhor música deles! Apesar... o disco é inteiro bom!
Abrassss
Manfra

Xexa disse...

Isso aí velho, um grande álbum dos anos 90, onde pode-se incluir Ten - Pearl Jam, Acústico do Nirvana, entre alguns que eu não me lembro agora, mas que se parar pra pensar dá uma lista de até mais de 10 grandes obras lançadas nos anos 90 com o mesmo nível musical e de produção. Abraço!!

Anônimo disse...

Putz... nem fala... Pearl Jam, Smashing Pumpkins, Stone Temple Pilots, Bush, Nirvana, Alice In Chains, Soundgarden,... Época boa essa hein? rs...

Erica disse...

Esse som é muito bom mesmo!!!
Qualidade de um som que é mto atual e singular!!!
Parabéns pelas escolhas Xexa...

Érica Geraldo

Xexa disse...

hehehe... Esse álbum é um sucesso praticamente absoluto! Valeu Srta. Érica!!